segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Usain Bolt

Usain Bolt revalidou o título de campeão olímpico dos 100 metros ao vencer a prova em Londres, com um tempo de 9.63 segundos.

O jamaicano bateu a concorrência e registou um novo recorde olímpico. O compatriota Yohan Blake tinha ganho a Bolt antes das Olimpíadas, e os norte-americanos Justin Gatlin (campeão em Atenas 2004) e Tyson Gay estavam também presentes na final, tal como Asafa Powell, o terceiro jamaicano da atualidade e um dos quatro homens mais rápidos de sempre.

Só que Bolt não deu hipótese. Blake, por exemplo, igualou o recorde pessoal, ao fazer 9.75. Justin Gatlin, o medalha de bronze, fez 9.79, a melhor marca pessoal de sempre.

Mas Bolt, lá está, já tinha cortado a meta, com aqueles 9.63 segundos e ganhou mais uma medalha de ouro nos 100 metros, repetindo Pequim 2008.

Não fosse a lesão de Asafa Powell, e talvez esta tivesse sido a primeira final com todos os atletas a terminarem abaixo dos 10 segundos. Só que Powell sofreu um problema físico e acabou com uma marca de 11.99. Longe, muito longe, do recorde pessoal: 9.72.

De fora das medalhas ficou o norte-americano Tyson Gay. O segundo homem mais rápido da história, com recorde pessoal de 9.69, foi quarto classificado, com 9.80. O terceiro, o compatriota Gatlin, fez 9.79. Ainda assim, foi a melhor marca do ano para Gay.

Em quinto ficou outro norte-americano. Ryan Bailey bateu o recorde pessoal com 9.88. Ou seja, quase toda a gente fez tempos incríveis, o que só enaltece a vitória de Usain Bolt.

Eis as posições:

1-Usain Bolt (Jamaica), 9.63
2-Yohan Blake (Jamaica), 9.75
3-Justin Gatlin (EUA), 9.79
4-Tyson Gay (EUA), 9.80
5-Ryan Bailey (EUA), 9.88
6-Churandy Martina (Holanda), 9.94
7-Richard Thompson (Trin. e Tobago), 9.98
8-Asafa Powell (Jaimaca), 11.99